Search

    A minha Lista de blogues

    contador

    Loading...
    Ocorreu um erro neste dispositivo
    Ocorreu um erro neste dispositivo
    Ocorreu um erro neste dispositivo

24/11/08

Alentejo da minha alma ...








Alentejo

A luz que te ilumina,
Terra da cor dos olhos de quem olha!
A paz que se adivinha
Na tua solidão
Que nenhuma mesquinha
Condição
Pode compreender e povoar!
O mistério da tua imensidão
Onde o tempo caminha
Sem chegar!...

Miguel Torga, 1974, in
"Antologia Poética"

0 comentários: